JOGOS PARALÍMPICOS TÓQUIO 2020

Comunicações do CPP

   

Veja-nos

Facebook Youtube

Publicidade

VILT GROUP Get Adobe Flash player

White Get Adobe Flash player

Dom Pedro Hotels Get Adobe Flash player

Festa do desporto e da inclusão no Dia Paralímpico Funchal 2018

25-05-2018 17:34:42

A Av. Sá Carneiro foi palco no dia de hoje, 25 de março, do Dia Paralímpico Funchal 2018. Entre as 10.00 e as 16.00 cerca de 2200 pessoas de todas as idades contactaram, conheceram e experimentaram as 22 modalidades adaptadas disponíveis naquela que foi uma grande celebração do desporto e da inclusão do evento de cariz nacional nascido em 2012 e realizado pela primeira vez fora do território de Portugal Continental.

O Dia Paralímpico Funchal 2018 começou pelas 10.00 horas com a cerimónia de abertura que contou com a participação de figuras de destaque do panorama político nacional e regional. O Ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, sublinhou a importância do evento que “tornou o Funchal na Capital do desporto adaptado por um dia” no caminho para “um trabalho de integração que o Governo pretende que seja plena”. Também a Secretária de Estado da Inclusão das Pessoas com Deficiência, Ana Sofia Antunes, esteve presente e no seu discurso garantiu que “o desporto confere a pessoas com deficiência a força mental para ultrapassarem os obstáculos da vida” e que existe um caminho a seguir que “já não pode ser parado, o de ter as modalidades adaptadas a serem praticadas em conjunto com as modalidades comuns” na promoção contínua da inclusão por meio do desporto.

Ainda na cerimónia de abertura, o Secretário Regional da Educação, Jorge Carvalho, revelou a “enorme satisfação do Governo Regional em acolher o evento na região” e demonstrou-se disponível para “manter a colaboração com o CPP”. Já o Presidente da Câmara Municipal do Funchal, Paulo Cafôfo, enalteceu as várias medalhas que os atletas paralímpicos têm trazido para Portugal e acrescentou que “fora dos holofotes o desporto como meio de inclusão faz toda a diferença na vida das pessoas”, no edificar de um processo progressivo que visa “abrir mentalidades, superar obstáculos e envolver os cidadãos nesta causa”.

O Presidente do Comité Paralímpico de Portugal, José Manuel Lourenço, revelou estar satisfeito com o sucesso da iniciativa que promoveu a “descentralização” de um movimento paralímpico que se torna cada vez mais algo “incontornável a nível global”. José Manuel Lourenço reiterou que os “valores da inclusão social” e a “mensagem de paz” que o desporto adaptado traz consigo devem ser ampliados por toda a sociedade na medida direta em que a atividade desportiva “acrescenta qualidade de vida a todos os seus participantes”. Também na cerimónia de abertura do Dia Paralímpico Funchal 2018 houve espaço para a Associação dos Deficientes das Forças Armadas doar uma bicicleta tandem à Associação de Ciclismo da Madeira para a promoção do ciclismo para cegos na região e também para a divulgação em primeira mão da cidade de Castelo Branco como palco do Dia Paralímpico 2019.

De acrescentar que Andebol, Atletismo, Badminton, Basquetebol em Cadeira de Rodas, Boccia, Canoagem, Ciclismo, Curling, Escalada, Goalball, Judo, Lutas Amadoras, Natação, Orientação, Taekwondo, Ténis, Ténis de Mesa, Tiro, Tiro com Arco, Triatlo, Vela e Voleibol Sentado foram os desportos presentes na Av. Sá Carneiro neste dia e abertos à experimentação de todas as pessoas, com ou sem deficiência, sob a orientação de técnicos especializados, numa iniciativa promovida pelo Comité Paralímpico de Portugal em parceria com a Câmara Municipal do Funchal e o Governo Regional da Madeira que, agora concluída, revelou ter sido uma aposta ganha no âmbito da promoção da causa do desporto adaptado em Portugal.

< Voltar

II Congresso do CPP

MAPA DE INCLUSÃO DESPORTIVA

REDESP

AUTORIDADE ANTIDOPAGEM DE PORTUGAL

CAMPANHA