JOGOS PARALÍMPICOS TÓQUIO 2020

Comunicações do CPP

   

Veja-nos

Facebook Youtube

Publicidade

VILT GROUP Get Adobe Flash player

White Get Adobe Flash player

Dom Pedro Hotels Get Adobe Flash player

Congresso do CPP abriu com figuras de destaque

13-04-2018 20:29:12

O primeiro dia do Congresso organizado pelo Comité Paralímpico de Portugal que está a decorrer na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Católica de Braga com o tema “Impactos e Desafios da Inclusão Desportiva” contou com a participação de personalidades de relevo dos ramos político nacional e paralímpico internacional. Num evento que se prolongou até ao final da tarde com diversos painéis de debate em torno de temas como a inclusão, a classificação desportiva e o financiamento no ramo paralímpico, os discursos de maior relevo surgiram logo na sessão de abertura do Congresso. José Manuel Lourenço, Presidente do Comité Paralímpico de Portugal e anfitrião do Congresso, foi protagonista da primeira intervenção de desenvolvimento e aproveitou a ocasião para enaltecer a presença dos sete altos representantes de Comités da CPLP (Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste) com os quais realizou ao final da tarde uma Cimeira com vista à “identificação de estratégias conjuntas de atuação e cooperação entre países irmãos” no seio do movimento paralímpico. Já Andrew Parsons, Presidente do Comité Paralímpico Internacional (IPC), sublinhou a “dinâmica muito bem-sucedida de Portugal” no que toca a desporto para pessoas com deficiência que é “um exemplo internacional”. Após diversas reuniões decorridas ao longo dos últimos dias com o Ministro da Educação e o Secretário de Estado da Juventude e do Desporto, o Presidente do IPC mostrou-se impressionado com a “enorme abertura da classe política portuguesa para com o movimento paralímpico” e expressou “vontade de trazer eventos desportivos e não desportivos para Portugal num futuro próximo”.

O Presidente da Câmara Municipal de Braga, na qualidade de anfitrião do Congresso, destacou o interesse da Cidade Capital Europeia 2018 em “dar ao desporto paralímpico as condições necessárias para que haja mais atletas bracarenses nos Jogos Paralímpicos” na ótica da aplicação da norma “desporto para todos” por si defendida. Também o Secretário de Estado da Juventude e do Desporto, João Paulo Rebelo, e a Secretária de Estado da Inclusão das Pessoas com Deficiência, Ana Sofia Antunes, tomaram a palavra neste primeiro dia de Congresso. Ana Sofia Antunes realçou a “aposta de raiz do Governo no desenvolvimento do desporto para pessoas com deficiência” com a implementação de “ações concretas” como a implementação do desporto adaptado em ambiente escolar. João Paulo Rebelo acrescentou ainda que este Governo está a “alimentar o sonho” do movimento paralímpico em Portugal com a estruturação de um trabalho realizado no sentido de permitir que “todos os cidadãos, sem exceção, sejam cidadãos de pleno direito”.

Impossibilidade de estar presente no evento por motivos de agenda, o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, deixou a sua mensagem num vídeo onde alertou para a necessidade de “sensibilizar a sociedade para os temas da inclusão e da igualdade contemplados na Constituição” nas mais diversas esferas sociais.

De referir que o primeiro dia do Congresso “Impactos e Desafios da Inclusão Desportiva” contou com a participação de mais de 300 participantes. No dia de amanhã, sábado 14 de Abril, o debate recomeça a partir das 09.00 horas no mesmo local, desta feita em torno das temáticas da formação de treinadores e das barreiras e facilitadores da prática desportiva em pessoas com deficiência.

< Voltar

II Congresso do CPP

MAPA DE INCLUSÃO DESPORTIVA

REDESP

AUTORIDADE ANTIDOPAGEM DE PORTUGAL

CAMPANHA