JOGOS PARALÍMPICOS TÓQUIO 2020

Comunicações do CPP

   

Veja-nos

Facebook Youtube

Publicidade

VILT GROUP Get Adobe Flash player

White Get Adobe Flash player

Dom Pedro Hotels Get Adobe Flash player

“O desporto adaptado é uma prioridade para este Governo” – Tiago Brandão Rodrigues

11-04-2018 14:32:36

A família paralímpica reuniu-se esta terça-feira, 10 de Abril, num jantar realizado no restaurante da Associação Naval de Lisboa, em Belém, que juntou personalidades distintas do universo do desporto adaptado tais como o Ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, o Secretário de Estado da Juventude e do Desporto, João Paulo Costa, o Vice-Presidente da Câmara Municipal de Lisboa, Duarte Cordeiro, o Vice-Presidente da Câmara Municipal de Loures, Paulo Piteira, o Presidente do Comité Paralímpico Internacional, Andrew Parsons, o Presidente do Comité Paralímpico de Portugal, José Manuel Lourenço e a Comissão Executiva e Conselho Fiscal do CPP.

Numa breve entrevista concedida em exclusivo ao Comité Paralímpico de Portugal, Tiago Brandão Rodrigues garantiu que “o desporto adaptado é uma prioridade para este Governo” e que tem que estar “inserido na centralidade da prática desportiva nacional”. O Ministro da Educação realçou o “trabalho alicerçado em cooperação com o CPP” como pilar fundamental para o visível desenvolvimento do desporto adaptado em Portugal.

“Assistimos ao aumento do número de praticantes e do número de modalidades desportivas. Temos neste momento no maior clube nacional, que é o Desporto Escolar, mais de 6000 praticantes de desporto adaptado num conjunto de mais de 10 modalidades. Em termos de alta competição, o Contrato Programa celebrado recentemente com o CPP visa alavancar em mais de 84% as verbas para Tóquio 2020 quando comparado com o projeto Rio 2016, o que vai permitir a criação de todas as condições para que verdadeiramente possamos ter as alegrias a que nos habituou o desporto adaptado português”, declarou Tiago Brandão Rodrigues.

Segundo o Ministro da Educação, o caminho a seguir passa pela “maior captação de todos os recursos humanos dos talentos que existem e da sua preparação e transição para a alta competição” através de um “trabalho conjunto entre federações desportivas, clubes, treinadores, atletas e todo o mundo do desporto que têm que entender que o desporto adaptado tem que estar na centralidade das prioridades” deste Executivo e do panorama desportivo global nacional.

< Voltar

II Congresso do CPP

MAPA DE INCLUSÃO DESPORTIVA

REDESP

AUTORIDADE ANTIDOPAGEM DE PORTUGAL

CAMPANHA