JOGOS PARALÍMPICOS TÓQUIO 2020

Comunicações do CPP

   

Veja-nos

Facebook Youtube

Publicidade

VILT GROUP Get Adobe Flash player

White Get Adobe Flash player

Dom Pedro Hotels Get Adobe Flash player

Contrato Programa de Formação de Classificadores Desportivos apresentado como iniciativa pioneira no desenvolvimento da dimensão paralímpica.

27-03-2018 18:42:48

O Comité Paralímpico de Portugal juntamente com a Secretaria de Estado da Juventude e do Desporto e o Instituto Português do Desporto e Juventude assinalaram hoje, terça-feira, a assinatura do Contrato Programa de Formação de Classificadores Desportivos numa cerimónia simples, mas marcante para o movimento paralímpico em Portugal.

João Paulo Rebelo, Secretário de Estado da Juventude e Desporto, enalteceu o contrato programa sublinhando que “Estamos a fazer história”. Acrescenta ainda que “O Estado Português, através do Governo, das instituições, como é caso do IPDJ, reconhece importância e a inteira justiça que [os atletas] estejam bem classificados para poderem competir e defender o que procuramos no desporto e na alta competição, que é a verdade desportiva”. João Paulo Rebelo ressalva que “Termos hoje, em Portugal, recursos que o possam fazer é absolutamente essencial para o movimento paralímpico.”

Augusto Baganha, Presidente do Instituto Português do Desporto e da Juventude, salienta que “Este é um marco importantíssimo, estou imensamente satisfeito. É algo que vai ficar para a história e que com certeza vai projetar ainda mais aquilo que é o movimento paralímpico nacional, no sentido de conseguirmos ter mais praticantes e de termos melhores resultados internacionais.”

Leila Marques Mota, Vice-Presidente do Comité Paralímpico de Portugal e coordenadora deste processo, ressalva o facto de que com este novo programa será possível “Creditar todas as Federações de classificadores e também posicionar-nos a nível internacional sobre este tema". A Vice-Presidente reconhece que há vários anos que existe uma lacuna de profissionais, nesta área, classificadores desportivos, o que leva a que seja difícil, a nível nacional, avaliar os atletas com deficiência, assim como, ter classificadores portugueses nos painéis internacionais.

O Presidente do Comité Paralímpico de Portugal, José Manuel Lourenço, engrandeceu o momento histórico que acaba de ser protagonizado salientando “A grande satisfação que sente pelo ato que fora concretizado e que este é o início de um novo paradigma”. José Lourenço frisa, ainda, que a classificação desportiva é um dos fatores mais determinantes para a verdade desportiva e que por isso importa registar o papel que o governo e o IPDJ têm neste apoio, relevando o facto de que se está a fazer a diferença com a assinatura deste contrato, assim como, o trabalho que será desenvolvido.

O presente contrato programa tem como objetivo principal cooperar com as federações desportivas indicando um conjunto de estratégias e medidas no sentido de as mesmas encetarem programas específicos de desenvolvimento da classificação desportiva da suamodalidade em Portugal e irá contar com um financiamento de 80.000 euros.

#ParalimpicosPT

< Voltar

II Congresso do CPP

MAPA DE INCLUSÃO DESPORTIVA

REDESP

AUTORIDADE ANTIDOPAGEM DE PORTUGAL

CAMPANHA